“II MOSTRA CULTURAL BANDEIRA DA PAZ 2020” – Participe!!!

Mostra Cultural Bandeira da Paz Projeto Bandeira da Paz

 

Foto da Apresentação do Grupo de Dança Lamat’s formado a partir do Movimento Mundial de Paz e de Mudança para o Sincronário da Paz de 13 Luas” na “I MOSTRA CULTURAL BANDEIRA DA PAZ 2019”

 

INTRODUÇÃO

 

O Pacto Röerich e a Bandeira da Paz

 

Nikolai Roerich

Nikolai Konstantinovich Roerich – nascido em  27 de 1874 em São Petersburgo – Rússia e morte em 13 de dezembro de 1947 (73 anos)

 

O Pacto Röerich e a Bandeira da Paz foram criados e promulgados por Nicholas Röerich para a proteção dos Tesouros do Gênio Humano.

O Pacto Röerich propõe que:

ARTIGO I –  Os monumentos históricos, museus, instituições científicas, educacionais e culturais são considerados neutros e, como tal, serão respeitados e protegidos pelos beligerantes. O mesmo respeito e proteção serão devidos aos funcionários das instituições acima mencionadas. O mesmo respeito e proteção serão devidos aos monumentos históricos, museus, instituições científicas, artísticas, educacionais e culturais em tempo de guerra como em tempo de paz”.

 

MADONA ORIFLAMA – 1932 (Madona segurando a Bandeira da Paz)

 

Este grande ideal humanitário provê no campo das conquistas culturais da humanidade a mesma cobertura que a da Cruz Vermelha.

No mesmo ano em que Roerich criou o projeto do Pacto de Proteção dos Tesouros da Cultura, foi realizada a Primeira Convenção Internacional dedicada ao Pacto Röerich e à Bandeira da Paz, em Bruges, na Bélgica.

Em 1933, realizou-se a Terceira Convenção em Washington, onde representantes de 35 países participaram, todos aprovando o Pacto.

No dia 15 de abril de 1935 o Pacto foi assinado na Casa Branca, na presença do Presidente Franklin D. Roosevelt, pelos representantes de vinte e um Governos das Américas do Norte, Centro e Sul, inclusive o Brasil.

O Pacto de Proteção de Tesouros Culturais é necessário não somente como um regulamento oficial, mas também como uma lei educativa que, desde os primeiros dias na escola, deve imbuir a nova geração com a nobre ideia de guardar os tesouros verdadeiros da humanidade.

 

 

O Movimento Mundial Sincronário da Paz e a Bandeira da Paz

Resultado de imagem para José Argüelles – Valum Votan

José Argüelles nasceu em 24 de janeiro de 1939, no estado de Minnesota nos Estados Unidos. Faleceu na Austália em 23 de março de 2011 (9.17, Kin 89) às 6:10 da manhã, no mesmo horário de seu nascimento.

 

José Argüelles co-fundou a Planet Art Network (PAN), juntamente com Lloydine Argüelles em 1983, como uma organização de paz autônoma, meta-política e mundial, engajada em arte e espiritualidade, promovendo a arte como o fundamento para a paz global.

Ativo em mais de 90 países, o PAN identifica o Pacto de Roerich e adotou a bandeira da paz associada como um símbolo da “Paz pela cultura”.

O Movimento iniciado por Argüelles chamado “Movimento Mundial de Paz e de Mudança para o Sincronário da Paz de 13 Luas”, ou simplesmente, Sincronário da Paz, promove todo dia 25 de julho a Celebração do Dia Mundial de Paz e da Cultura tendo a Bandeira da Paz como símbolo.

 

 

Ainda, o “Sincronário da Paz” incentiva as cidades, estados e países do mundo à instituírem, através de Leis, o ‘Dia 25 de julho como o dia da Cultura, da Paz e adotarem a Bandeira da Paz como símbolo”.

A instituição do Dia 25 de julho como o Dia da Cultura e da Paz e adoção da Bandeira da Paz já foi oficializado, em 43 municípios e 2 Estados do Brasil, nos municípios de São Lourenço, Jundiaí, Rio Claro, Andradina, Botucatu, São Bernardo do Campo, Teresina, Pindamonhangaba, Araçatuba, São Carlos, Ouro Branco, Extrema, Gravatal, Presidente Prudente, Alto Paraíso, Itu, Flores da Cunha, Viradouro, Ribeirão Preto, Goiânia, Jales, Ponta Grossa, Santo Andre, Palmeira, Vacaria, Franca, Ipeúna, Ourinhos, Campinas, Curitiba, Florianópolis, Ribeirão Pires, Jardinópolis, Cravinhos, São Jose dos Campos, Volta Redonda, Peruíbe, Garopaba, Santa Cruz do Sul, Candiota, Hulha Negra, Bagé, Caxias do Sul entre outros e no Estado de Pernambuco e do Espírito Santo.

O dia 25 de julho também se comemora o “dia universal da tolerância, do amor e do perdão”, tríade sobre a qual se sustentam todos e quaisquer projetos de cultura e de paz.

 

Saiba mais sobre a Lei Municipal de Campinas /SP /Br:

LEI Nº 9971 DE 29 DE DEZEMBRO DE 1998
INSTITUI O “DIA MUNICIPAL DA CULTURA, DO ESPORTE E DA PAZ”
NO MUNICÍPIO E ADOTA A BANDEIRA DA PAZ

 

PARTICIPE!!! SAIBA COMO – CLIQUE AQUI

 

 

Foto da Apresentação do CIAPD – Centro Interdisciplinar de Atenção ao Deficiente da PUC Campinas na “I MOSTRA CULTURAL BANDEIRA DA PAZ 2019”

 

O que é a “II MOSTRA CULTURAL BANDEIRA DA PAZ 2020”???

 

A “II MOSTRA CULTURAL BANDEIRA DA PAZ 2020” é o evento de culminância ou o evento cultural que finaliza o “II PROJETO BANDEIRA DA PAZ 2020”.

 

Esclarecimento: O “PROJETO BANDEIRA DA PAZ” faz parte da Campanha Permanente da Paz de iniciativa do Planeta Paz e é uma projeto meta-politico, apartidário e laico. O foco está na promoção da Paz e na promoção da “Cultura de Paz” através da Arte.

 

O “II PROJETO BANDEIRA DA PAZ 2020” visa incentivar as pessoas e instituições à promoverem ações e projetos, durante o período de janeiro à julho 2020, com o objetivo de promover a PAZ PESSOAL, SOCIAL e PLANETÁRIA através de seis eixos: Artes, Educação, Espiritualidade, Esportes e Marchas da Paz, Meio Ambiente e Sustentabilidade.

Artes: Expressões artísticas como dança, música, dramatizações (teatro), pintura, modelagem, contação de histórias, textos, poesias, vídeos e cinema.

Educação: Ações e processos sistematizados, formais ou informais, que visem o desenvolvimento integral dos indivíduos.

Espiritualidade: Todas as formas de expressões que levem em consideração a Fonte de Luz Primordial, o Criador ou Deus, como a Meditação, a Oração e a Aplicação de energias em prol do outro.

Esportes e Marchas da Paz: “Individualmente ou de maneira interagencial, as agências das Nações Unidas no Brasil têm compartilhado esforços na promoção do esporte como instrumento para a promoção da paz e do desenvolvimento humano em sentido amplo” (Fonte: Livro: “Esporte para o Desenvolvimento e a Paz”.

 

picture

clique na imagem para baixar o eBook

 

Meio Ambiente: Relacionamento pacífico, com amor e respeito à Natureza, aos animais, ao Planeta e ao Universo.

Sustentabilidade: Ecologicamente correto, economicamente viável, socialmente justo e culturalmente diverso.

 

PARTICIPE!!! SAIBA COMO – CLIQUE AQUI

 

CONFIRA AQUI OS PARTICIPANTES DA  “II MOSTRA CULTURAL BANDEIRA DA PAZ 2020”,

 

No dia 25 de julho será realizado o evento de culminância: “II MOSTRA CULTURAL BANDEIRA DA PAZ 2020”, em grande estilo (*em 2019 foi no Teatro Municipal Castro Mendes de Campinas) onde os participantes apresentarão os projetos que desenvolveram.

 

Foto da Apresentação do Grupo de Dança – ballet do Centro Promocional Nossa Senhora da Visitação na “I MOSTRA CULTURAL BANDEIRA DA PAZ 2019”

PARTICIPE!!! SAIBA COMO – CLIQUE AQUI

 

Todas as apresentações do evento de culminância serão na forma de expressões artísticas e serão apresentadas em dois espaços: 1. Espaço de Exposições e 2. Palco do Teatro.

 

OBJETIVO GERAL

Promover a Cultura, a Paz e a “Cultura de Paz” pessoal, social e planetária.

 

“Onde há Paz há Cultura, Onde há Cultura há Paz”

Nicholas Roerich

 

PARTICIPE!!! SAIBA COMO – CLIQUE AQUI

 

 

Foto do  Gran Finalle da “I MOSTRA CULTURAL BANDEIRA DA PAZ 2019”

 

 

PARTICIPE!!! SAIBA COMO – CLIQUE AQUI

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.