Cultura de Paz no Brasil

Educação para a Paz

REPRESENTAÇÃO DA UNESCO NO BRASIL

O estabelecimento de uma cultura de paz e desenvolvimento sustentável estão no cerne do mandato da UNESCO. A capacitação e a pesquisa em desenvolvimento sustentável estão entre as prioridades, assim como a educação em direitos humanos, competências para as relações pacíficas, boa governança, memória sobre o Holocausto, prevenção de conflitos e construção da paz.

A pobreza, a desigualdade e a injustiça social refletem-se na contínua violação dos direitos humanos, incluindo o direito à vida e à segurança.

A questão da violência no Brasil é uma das maiores preocupações da sociedade. Os índices de violência e de insegurança, especialmente nos grandes centros urbanos, aumentaram nas últimas duas décadas.Os homicídios são hoje uma das principais causas de morte entre homens jovens de idades entre 15 e 39 anos, sendo que a maioria das vítimas é constituída por homens negros:

  • Entre 1980 e 2002, foram registrados no Brasil 696.056 óbitos por homicídios, número que pode ser considerado dos mais alarmantes no mundo entre os países que não enfrentam guerras internas.
  • Os homicídios na faixa etária de 0 a 19 anos correspondem a 16% (111.369) desse total, e a maior concentração, de 87,6% (97.559) dos casos, é registrada no intervalo entre 15 a 19 anos.
  • Em 2004, a taxa de 27 homicídios por 100.000 habitantes, coloca o país na 4ª posição em um ranking de 84 países. A mesma taxa no mesmo ano, para a população jovem, sobe para 57,1 homicídios por 100.000.
  • Em 2005, em média, 23 crianças e adolescentes foram assassinados diariamente, perfazendo um total de 8,4 mil assassinatos naquele ano. Do total, aproximadamente 5.460 (equivalentes a 65%) eram crianças negras.
  • Dados de 2012 indicam que o risco de uma pessoa negra ser assassinada no Brasil é, em média, 2,5 vezes maior que uma pessoa branca, segundo o relatório “Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência e Desigualdade Racial 2014”.

Todos estes dados estatísticos permitem caracterizar que a violência incide essencialmente sobre a população jovem do Brasil.

EDUCAÇÃO SEM VIOLÊNCIA NO BRASIL

Mais do que teoria e prática, a não violência tem que ser uma atitude entre toda a prática de ensino, envolvendo todos os profissionais de educação e estudantes da escola, pais e comunidade em um desafio comum e compartilhado. Assim, a não violência integrada dá ao professor outra visão de seu trabalho pedagógico.

A escola tem que dar lugar ao diálogo e ao compartilhamento, se tornando um centro para a vida cívica na comunidade.

Para se obter um real impacto, a educação sem violência tem que ser um projeto de toda a escola, o qual deve ser planejado, integrado em todos os aspectos do currículo escolar, na pedagogia e nas atividades, envolvendo todos os professores e profissionais da escola, assim como toda a estrutura organizacional da equipe de tomadas de decisões educacionais.

As práticas de não violência devem ser coerentes e devem estar refletidas nas regras e na utilização das instalações da escola.

Vista pelo ângulo da não violência, a Educação é para:

  • Aprender sobre nossos direitos, responsabilidades e obrigações.
  • Aprender a viver juntos, respeitando nossas diferenças e similaridades.
  • Desenvolver o aprendizado baseado na cooperação, baseado no diálogo e na compreensão intercultural.
  • Ajudar as crianças a encontrar soluções não violentas para resolverem seus conflitos, experimentarem conflitos utilizando maneiras construtivas de mediação e estratégias de resolução.
  • Promover a valores e atitudes de não violência: autonomia, responsabilidade, cooperação, criatividade e solidariedade.
  • Capacitar estudantes a construírem juntos, com seus colegas, seus próprios ideais de paz.

A UNESCO sugere alguns sites e ideias para lidar com a solução de conflitos. Algumas sugestões incluem treinamento para professores e jovens estudantes. Por exemplo, em dezembro de 2008, o setor de Ciências Humanas e Sociais da UNESCO no Brasil, realizou o primeiro exercício de sistematização de experiências do programa Abrindo Espaços: educação e cultura para a paz – programa de inclusão social de abertura das escolas nos finais de semana, oferecendo a jovens e à comunidade atividades artísticas, esportivas e de lazer.

Além disso, publicou uma coleção de oito livros que, além das referências metodológicas e conceituais do programa, contêm também um guia passo a passo para a sua implantação e dois manuais para professores convidando a cultivar a paz em sala de aula e praticar a não violência por meio de jogos pedagógicos ou pelo uso de algumas atividades.

Fonte: http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/social-and-human-sciences/culture-of-peace/

2 thoughts on “Cultura de Paz no Brasil

  1. A Plataforma RECODE, através de um plano de aula de Informática me remeteu a este ‘site’ para encontrar orientações consistentes para poder implantar de fato uma cultura de paz na escola. O ‘site’ somente anuncia a existência de alguns outros sites e ideias para soluções de conflitos. Ainda diz que a Unesco já publicou uma coleção de oito livros que, além das referências metodológicas e conceituais do programa, contêm também um guia passo a passo para a sua implantação e dois manuais para professores convidando a cultivar a paz em sala de aula e praticar a não violência por meio de jogos pedagógicos ou pelo uso de algumas atividades. Gostaria de ter acesso a isso , pois sou interessada nesse trabalho de cultivar o diálogo respeitoso para a construção da paz.

    1. Cara Ivane, bom dia!!!
      Ficamos muito honrados com a indicação de nosso portal para tratar de questões relativas à Paz, à “Cultura de Paz” e da filosofia da “Não-Violência”.
      Em particular, o tema “Cultura de Paz nas Escolas” muito me interessa, pois como Professor e por acreditar num mundo onde reine a Paz, tenho uma afinidade natural com a Paz e a Escola.
      Temos um projeto que visa dar essa orientação que você nos pede, mas ainda está em fase de preparação. Penso que você pode contribuir com este processo. Se achar possível, entre em contato pelo nosso email: contato@planetapaz.com.br
      Por enquanto não temos algo mais elaborado para te oferecer, a não ser coisas mais pontuais e sugestões de estudos (Sugiro meu site: https://www.psicomotricidadepositiva.com.br/ onde foco mais em temas da Educação e Escola)
      Muito grato pelo contato,
      União e Paz!!!
      Prof. Lino Azevedo Júnior

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.