Educação Ambiental para a Paz

Coluna Prof. Lino Notícias
Estamos presenciando muitas “curiosidades” neste período de isolamento social. Muitas coisas estão acontecendo às sombras deste viés político-social da pandemia.
Hoje, pelo segundo dia seguido, acordei com o barulho amargurante da serra elétrica a decepar nossas árvores perto de minha casa. Conheço essas árvores desde que nasci, praticamente estamos convivendo durante toda a minha vida, são minhas irmãs de caminhada. Em tempos de Transição Planetária, da separação do joio do trigo, podemos perceber indícios de quem ainda vive na Velha e na Nova Terra.
Onde moro era uma mata que resiste em mínima parte no Bosque dos Jequetibás. Árvores estão sobrevivendo em meio as calçadas. Postes foram colocados, literalmente, no meio de árvores.
Depois vêem os fios porcamente instalados, chegando alguns a serem enrolados no tronco das árvores e no ponto de ônibus bem ao alcance de todos e das crianças.
Sim, das crianças, pois estamos falando de árvores que vivem em frente a uma escola. É a Educação Ambiental que promovemos através da didática mais poderosa que existe: o próprio exemplo.
Seguro a minha dor na minha fé de que logo-logo tudo isso vai passar e nas minhas orações com pedidos de perdão à Mãe Natureza.
Seguro a minha dor na benção de receber a falta de consciência de tudo que há de ruim nesta Velha Terra.
Seguro a minha dor na esperança e na fé de que já estamos construindo um Mundo Melhor, em que possamos viver na paz e na harmonia com todos os Seres.
Fiquemos na Paz e que Deus-Pai-Mãe nos socorra,
Prof. Lino Azevedo Júnior
Campinas, sábado, 15 de maio de 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.